O Programa Educacional em Vigilância em Saúde nas Fronteiras, o Programa VigiFronteiras-Brasil, iniciativa da Fiocruz em parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério das Saúde e com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). O objetivo é formar mestres e doutores para contribuir com o fortalecimento das ações e serviços de vigilância em saúde nas regiões da faixa de fronteira do Brasil e nos países vizinhos (Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, e uma Região Ultramarina da França, a Guiana Francesa). 

A formação é de responsabilidade da Fiocruz, principal instituição de formação e qualificação de pessoal para o Sistema Único de Saúde (SUS) e para a área de Ciência, Tecnologia e Inovação em saúde do Brasil. É realizada por meio de um consórcio entre os Programas de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública, Saúde Pública e Meio Ambiente e Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e o Programa de Pós-Graduação em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (ILMD/Fiocruz Amazonas), além de docentes da Fiocruz Mato Grosso do Sul.

Estudo mostra importância dos testes rápidos de malária para tratamento e acompanhamento da doença na área indígena de fronteira
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/175

Mapeamento mostra avanços e desafios do combate à malária na fronteira franco-brasileira
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/176

Minorias sexuais e de gênero vivendo com HIV demonstram bom conhecimento sobre transmissão e prevenção da doença em levantamento online
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/178

Pesquisa mostra que dificuldades sociais e econômicas agravadas pela Covid-19 deixam mulheres vulneráveis ao HIV
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/181

Estudo mostra a importância de fortalecer o combate à tuberculose nas áreas fronteiriças do Brasil
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/182

Pesquisa mostra que dificuldades sociais e econômicas agravadas pela Covid-19 deixam mulheres vulneráveis ao HIV
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/181

Pesquisa avalia políticas públicas contra a raiva humana do Brasil, Colômbia e Peru
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/184

Mapeamento relaciona hospitalizações por doenças neurológicas com surtos de viroses
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/183

Agentes Indígenas de Saúde têm papel transformador nas comunidades, mostra pesquisa
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/187

Pesquisa mostra que método padrão para diagnóstico de Leishmaniose em cães pode não ser eficiente na região da fronteira norte brasileira
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/192

Pesquisa mostra como Brasil e Peru colaboraram para enfrentar os desafios impostos pela pandemia da Covid-19
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/188

Mapeamento mostra a necessidade de monitoramento constante da dengue na fronteira do Brasil com a Bolívia
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/195

Revisão exploratória mostra como o Paraguai e países vizinhos lidam com a toxoplasmose gestacional e congênita
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/197

Profissionais de saúde relatam inadequações no atendimento a mulheres que sofreram violência sexual na fronteiras do Macapá com o Oiapoque
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/198

Avaliação da vigilância epidemiológica em hospitais do Acre aponta necessidade de melhorias
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/201

Estudo sobre cobertura vacinal de crianças no Mato Grosso do Sul aponta queda na adesão e dados pouco precisos sobre imunização
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/202

Mapeamento da rede de saúde na fronteira do Brasil com a Bolívia indica necessidade de políticas públicas específicas
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/203

Pesquisa sobre incidência de tuberculose na fronteira do Brasil com a Argentina indica a necessidade de ações bilaterais de vigilância
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/204

Estudo mostra como os serviços de saúde pública em Roraima ajudam a população fronteiriça da Venezuela
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/205

Desafios socioeconômicos dificultam a vigilância contra a Doença de Chagas na fronteira do Brasil com a Colômbia e com o Paraguai
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/207

Índices de mortalidade infantil e de óbitos por violência são mais altos entre indígenas do que na população em geral no Mato Grosso do Sul
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/208

Pesquisa realizada no Mato Grosso indica que aumento da morte de indígenas por problemas respiratórios pode ter relação com desmatamento
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/209

Alto fluxo de pessoas na fronteira com a Venezuela contribuiu para ocorrência de Covid-19 em Roraima
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/210

Capacidade de vigilância e enfrentamento do sarampo no Amapá está abaixo do recomendado pela OMS
https://formacaovigisaude.fiocruz.br/node/211

Foto de Online Marketing na Unsplash

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending