Enquanto realizavam o que foi chamado de “caçada humana” pelo segundo suspeito dos ataques aos participantes da Maratona de Boston, o departamento de polícia local demonstrou como o Twitter pode ser uma ferramenta fantástica para grandes mobilizações.

 

Enquanto a investigação, “caçada” e, finalmente, o cerco aconteciam, a população local, trancada em suas casas por recomendação das autoridades, recebiam informações e orientações via Twitter.

 

O perfil @Boston_Police , que chegou aos mais de 300 mil seguidores, postou atualizações como:

 

“Polícia de MA (Massachusetts) procurando carro com placa: 116-GC7, Honda Sedan 99, Cor – verde. Possível carro suspeito. Não se aproxime”.

 

“Governador Patrick pede que moradores permaneçam seguros em casa enquanto as buscas pelo suspeito continuam”

 

“Área comercial do número 480 da Rua Arsenal em Watertown está fechada. Funcionários instruídos a permanecerem em casa”.

 

O perfil também foi utilizado diversas vezes para pedir aos cidadãos que não postassem fotos, vídeos e o nome das ruas nas quais as operações estavam sendo realizadas. Além de servir para orientar repórteres sobre o que podia ou não ser divulgado e em quais locais estava havendo reuniões de imprensa.

 

Ao todo, foram 53 tweets enviados durante praticamente toda a sexta-feira (19) até a mensagem que informava a prisão do suspeito. Dá para sentir a emoção do momento no texto:

 

“CAPTURADO!!! A caçada acabou. A busca terminou. O terror acabou. E a justiça venceu. Suspeito sob custódia”.

 

Este post foi marcado como favorito por quase 47 mil pessoas e foi retuitado por outras 143 mil. Ao final das operações, o perfil da polícia de Boston recebeu milhares de mensagens de agradecimentos, elogios e palavras de incentivo.

 

Achei interessante como um órgão público conseguiu usar o Twitter da melhor forma possível em uma situação de extrema emergência. O que vocês acharam? Digaí!

ESTE POST FOI ORIGINALMENTE PUBLICADO NO SITE DIGAÍ EM 23/04/2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending